You are currently browsing the monthly archive for junho 2004.

Cansei da burocracia. Este texto do Galeano mostra o quanto ela é burra. Burrocracia como chamam algumas pessoas é um termo que se aplica bem. Ela só serve para atrapalhar, atrasar tudo, impedir o progresso e o desenvolvimento. Abaixo a burocracia!!!!

LA BUROCRACIA/3

Sixto Martinez cumplio el servivio militar en un cuartel de Sevilla.

En el medio del patio de ese cuartel, habia un banquito. Junto al banquito, un soldado hacia guardia. Nadie sabia por que se hacia la guardia del banquito. La guardia se hacia porque se hacia, noche y dia, todas las noches, todos los dias, y de generacion en generación los oficiales transmitian la orden y los soldados la obedecían. Nadie nunca dudo, nadie nunca pregunto. Si asi se hacia, y siempre se habia hecho, por algo seria.

Y asi siguió siendo hasta que alguien, no se que general o coronel, quiso conocer la orden original. Hubo que revolver a fondo los archivos. Y después de mucho hurgar, se supo. Hacia treinta y tres años, dos meses y cuatro dias, un oficial habia mandado montar guardia junto al banquito, que estaba recien pintado, para que a nadie se le ocurriera sentarse sobre la pintura fresca.

Eduardo Galeano, el Libro de los Abrazos

Anúncios

A Danusa Leão fez o seguinte comentário a respeito do aniversário do Chico Buarque: “Está fazendo 60 anos, e nenhuma mulher do mundo trocaria ele por dois de 30”.

Nunca tinha ouvido nenhuma mulher falar que era louca por Chico Buarque e agora em virtude de seu aniversário de 60 anos, é só o que dá na mídia e nos comentários da mulherada a minha volta.

Tá certo que ele é um compositor reconhecidíssimo, tem um legado importante na cena cultural do país, driblou a ditadura com sua música e tem olhos encantadores. Na verdade nem sei mais muito o que falar, porque apesar de ele estar presente em várias gerações, com certeza, na minha não foi marcante. E acredito até que seja um homem inteligente, mas há um certo exagero ultimamente. Apesar de ser uma agente da mídia, (enquanto jornalista, ainda não sou completamente, mas estou em vias de)não posso deixar de dizer que ela massifica muito. O seu aniversário tem sido pauta em tudo. Até no Globo Esportes!

Gostaria de ter lido o caderno Cultura da ZH, do último sábado, que foi todo dedicado a ele. Pedi ao meu namorado, que assina o jornal, me trazer tal suplemento. Mas ele esqueceu. E como ele mesmo diz, baseado na teoria, acho que freudiana, esqueceu porque talvez não queria que eu fosse mais uma mulher deslumbrada pelo Chico… E o meu namorado, não tem nem 30 ainda…

Quando coloquei aqui aquela frase do Nelson Rodrigues que diz que toda mulher gosta de apanhar, fiz uma pesquisa para colocá-la ipsis literis aqui no blog. E acabei encontrando muitas outras e fui guardando, pois são geniais. Achei muito legal esta:

“Só há uma tosse admissível: a nossa”

Porém eu trocaria a tosse por espirro. “Só há um espirro admissível: o nosso.” Isto porque odeeeeeiiiiio o espirro da minha irmã. Quando ainda morava em casa e dividíamos o mesmo quarto, nada me deixava mais irritada que o espirro dela. Eu chegava xingá-la, mas coitada, não tinha culpa. Lembro de uma vez que estava deitada debaixo das cobertas e ela espirrou. Me segurei, contei até dez, tal irritação aquele som me provocou. É que ela dá um gritinho antes de espirrar. Que coisa irritante! Neste dia pensei, só o namorado dela deve suportar esta manifestação natural de seu corpo.

Mas Nelson tem razão, tosse também é muito irritante. Já viu quando se está numa fila ou num ônibus e alguém não pára de tossir? É terrível…

Portanto, só a nossa tosse e o nosso espirro são admissíveis!

Fiz o teste “Que gênio-louco é você?”. E meu grau de exquisio (exquisitice e esquisofrenia) está realmente alto.

Aí vai o resultado



Faça você também Que

gênio-louco é você?
Uma criação de O Mundo Insano da Abyssinia

Nunca tinha ouvido falar deste ser. É o cara “mais fora da casa”… Olha só:

Antonin Artaud (1896-1948) desde cedo apresentou problemas de saúde e neurológicos. Aos 24 anos começou a tomar tintura de ópio para aliviar dores de cabeça. Tornou-se dependente. Foi internado diversas vezes. Sofreu vários tratamentos para loucura(!). Autor de teatro e cinema, teórico do teatro e autor de peças teatrais, poemas, ensaios, cartas (seu meio de expressão preferido).

Artaud questionou e subverteu a noção de LOUCURA em seus textos, como em “Van Gogh: O Suicidado Pela Sociedade”.

Seus últimos poemas são sucessões de palavras sem sentido:

potam am cram

katanam anankreta

karaban kreta

tanaman anangtera

konaman kreta

e pustulam orentam

taumer dauldi faldisti

taumer oumer

tena tana di li

kunchta dzeris

dzama dzena di li

farfadi

ta azor

tau ela

auela

a

tara

ila

Artaud, o existencialista do desespero. Poetas e críticos afirmam que Artaud ampliou a visão de Rimbaud, do poeta vidente. Um artista francês chegou a afirmar que ARTAUD era a reencarnação de RIMBAUD e seu sucessor espiritual.

Completamente lóqui!!!!

Estávamos comentando entre os colegas sobre as formas carinhosas de namorados se chamarem. A discussão foi motivada, acreditem, pela investigação que o músico Armandinho (argh!) vai sofrer por uma de suas criações (que ele chama de música) fazer apologia ao uso de drogas (o que é real). Disse que não gostaria de ser chamada de “Ursinho de Dormir”, que é uma de suas criações grotescas. Nesta música, inclusive, ele diz que tem “um back pra depois, pra brindar o infinito de nós dois”. Horrível! Uma de minhas colegas é que atentou para esta frase de péssimo gosto.

Mas a teoria que quero aqui expor, é a seguinte:

Chamar a (o) namorada (o) de de chuchuzinho é ofensa.

Explico: chuchu é algo que não tem gosto nenhum, é sem graça. Eu não gosto de chuchu, mas mesmo as pessoas que o apreciam concordam que ele é sem gosto. Pô e dizer que sua namorada (o) é um sem gosto, sem graça, se não for ofensa…

Então dentre as possibilidades gastronomicas de apelidos carinhosos, prefira docinho, moraguinho… Não é lá muito melhor, mas como algumas pessoas concordaram aqui no trabalho, quando um namorado fala carinhosamente, quando se está com a cabeça rescostada sobre seu ombro, até ursinho de dormir vale… O que vale é o amor que se coloca nas palavras e ações, mas chuchuzinho não tem condições!

Hoje quando vi o meu meu animei um pouco mais. Esse horário pode ser ruim, mas o adicional noturno não!

E como bem comentou a Gi, tem gente que trabalha neste horário ingrato e é bem pior.

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 24 outros seguidores

Twitter

Principais mensagens

Top Clicks

  • Nenhum

Blog Stats

  • 245,565 hits
junho 2004
S T Q Q S S D
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930