You are currently browsing the monthly archive for maio 2004.

Vejo as pessoas escrevendo nos blogs por aí sobre seus cotidianos… Tudo que tenho escrito até agora são coisas velhas, já pensadas. Não são coisas que vivi no meu dia-a-dia, dos últimos dias…

Isto porque não tenho um cotidiano. E se tenho, ele é tão esquizofrenico quanto algumas de minhas teorias, pois durmo durante o dia e trabalho a noite. E o pior de tudo, é que é num horário intermediário: das 19h até às 3h, ou das 20h até 4h, ou seja, eu não tenho a noite livre, nem ocupo a madrugada inteira. Quando tenho aula de manhã, durmo em turnos de 3h à noite e à tarde.

Ontem resolvi que iria trocar o dia pela noite definitivamente. Cheguei em casa 4h30min, resolvi escrever um pouco da minha monografia de conclusão do curso, lavar a louça, assistir telejornal. Fui dormir às 8h da manhã com o som da troca de guarda do quartel militar que tem do lado de casa. Acordei na hora de ir trabalhar, lá pelas 17h30min, fingindo ser uma pessoa normal, tomei meu café “da manhã” e fui para o trabalho, onde na hora da janta, almocei…

Estou desacostumando em ver pessoas. Quando saí de casa fiquei meio espantada com o movimento que tinha na Rua da Praia. Embora sempre tenha um grande movimento por ali, hoje parecia fora do comum, para o horário das 19h. Ou fora do comum sou eu?

Anúncios

Esta é de uma autoria de uma professora de filosofia que me deu aula.

As mulheres é que são machistas.

Afinal, os homens em sua maioria, são criados por elas. E acho que isso tem mesmo um fundamento. É claro que durante a criação, os papéis sexuais devem ser bem definidos, pois o ser humano durante sua formação precisa de referências. Mas algumas coisas são puramente machistas. Os outros comportamentos são adquiridos ao longo dos anos, com a convivência com outros seres do mesmo sexo.

Tem uma frase do mestre, que é super machista. Nelson Rodrigues diz que “Toda mulher gosta de apanhar. Só as neuróticas reagem. O homem é que não gosta de bater.”

Conheço mulheres que odeiam essa frase, aliás, Nelson foi muito odiado em sua época, pois ele colocava a verdade nua e crua e nem sempre, aquela sociedade cheia de pudores e preconceitos, gostava de se ver exposta, preferiam a vida hipócrita e falsária que levavam.

Reconhecendo que as mulheres são machistas e esclarecendo que não gosto de apanhar: a frase é genial. Não pelo contexto em si, mas pela genealidade literária, pela filosofia do cotidiano, que consegue ser simples e ao mesmo tempo riquíssima. Não dá nem para comparar com aquela que diz que “Em mulher não se bate nem com uma petála de rosa”. Apesar de ser mais delicada e retratar melhor o que as mulheres pensam (pois acho que a grande maioria não gosta de apanhar), é muito pobre, não tem lirismo.

Mas voltando ao machismo, a convivência com os homens nos torna mais machistas ainda. Pelo menos me sinto em alguns aspectos. É um ciclo: as mulheres casam, convivem com homens, se tornam mais machistas, tem filhos, os criam machistas e por aí vai…

Mas quem me fez admirar Nelson Rodrigues foi o meu namorado, que é fã dele. Acabei gostando também e admirando a genialidade deste machista. Suas frases sim é que são teorias. São tão bem escritas, que mesmo quando não concordo com elas, as admiro. Que é o caso da frase que citei acima.

Ainda colocarei outras dele aqui, pois para cada assunto, com certeza ele teve uma idéia. Assim é Drummond que escreveu sobre muitos assuntos.

“Minha certeza bebe e come dúvidas no café da manhã, só creio no que questiono.”

EDUARDO GALEANO, jornalista e escritor uruguaio, em entrevista ao jornal O Globo

Acabo de ler O Livro dos Abraços, do Galeano e é fantástico. No começo eu não dei muito valor… comprei o livro por causa daquele texto “Da função da Arte/1” (veja abaixo), mas acabei descobrindo outras histórias sensacionais, sensíveis e verdadeiras.

“Diego não conhecia o mar. O pai, Santiago Kovadloff, levou-o para que descobrisse o mar. Viajaram para o sul.

Ele, o mar, estava do outro lado as dunas altas, esperando.

Quando o menino e o pai enfim alcançaram aquelas alturas de areia, depois de muito caminhar, o mar estava na frente de seus olhos. E foi tanta a imensidão do mar, e tanto seu fulgor, que o menino ficou mudo de beleza.

E quando finalmente conseguiu falar, tremendo, gaguejando, pediu ao pai:

– Me ajuda a olhar!”

Quem concordou comigo a respeito da Teoria Nº 1, foram meus coleguinhas ofliners… Considerando o índice lóqui do pessoal aqui, não sei se dá para ter uma base…

Vamos começar com uma leve, e que algumas pessoas já concordaram comigo.

O dinheiro embranquece.

Não me refiro ao Michael Jackson, que se tornou uma aberração. Mas o Ronaldo Nazário, que já foi Ronaldinho, não parece mais branco do que era? Não me refiro a roupas, nada disso, pois seria preconceituoso… mas o corte de cabelo talvez seja o principal elemento, pois raspando a cabeleira, uma das características de sua raça fica escondida. Não sei que outros motivos poderiam ser, mas que ele me parece menos negro, isso me parece.

Não pretendo só colocar teorias aqui, mas já que tudo surgiu por causa delas, postarei a primeira das teorias.

A foto do Albert Einstein é porque ele formulou uma teoria que se tornou muito conhecida. Confesso que não entendo muito sobre a teoria da relatividade, mas que tudo é relativo, ah isso é…

Resolvi criar este blog para colocar alguns pensamentos meus. Este nome? Bom, quis misturar esquisito com esquizofrênico e para ser diferente usei o x no lugar do s.

A idéia é escrever algumas teorias que tenho sobre certas coisas do mundo. Algumas são refutadas pelas pessoas do meu convívio… daí, porque esquizofrenicas. Outras são esquisitas. Mas com certeza tem algumas que as pessoas irão concordar comigo e outras são baseadas nas coisas que ouvi por aí…

Cada um tem um pouco de loucura mesmo… “De perto ninguém é normal”, já dizia Caetano Veloso. Então, quem ler estes testemunhos irá me ver um pouco mais de perto.

Também quero compartilhar vivências, pensamentos, poesias, enfim, as coisas que eu gosto. Afinal não é esta a finalidade de um blog?

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 24 outros seguidores

Twitter

Principais mensagens

Top Clicks

  • Nenhum

Blog Stats

  • 245,565 hits
maio 2004
S T Q Q S S D
    jun »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31