You are currently browsing the monthly archive for fevereiro 2007.

Butterfly Ladies, Andy Warhol

“Somos todos paródias de nós mesmos. A gente não é nada, está sendo.”
Arnaldo Jabor, nesta entrevista

Anúncios

Seine a Argenteuil, Claude Monet “O Tempo é um rio sem nascentes a correr incessantemente para a Eternidade, mas bem se pode dar que em inesperados trechos de seu curso o nosso barco se afaste da correnteza, derivando para algum braço morto feito de antigas águas ficadas, e só Deus sabe o que então nos poderá acontecer.”

Quando fiquei sabendo que o filme A Casa do Lago tratava-se de duas pessoas que se apaixonam em épocas diferentes, ela está em 2006 e ele em 2004, fiquei um pouco incrédula e desconfiada. Mas logo lembrei de um dos meus contos preferidos, na minha opinião, o melhor de Erico Verissimo, que li quando tinha uns 12 anos, ou menos. Para ter uma idéia, eu ainda não sabia o que era sufragistas, palavra citada no texto.

Trata-se de Sonata, que começa com a frase lá de cima que anotei na época e me acompanha durante anos. Achei até que já tivésse publicado aqui, mas não. Procurando-a na internet, encontrei o conto na íntegra. Reli e a história continua a povoar meu imaginário, me transportando ao casarão com o anjo triste no jardim.

Foi daí que tirei a idéia de procurar no Museu de Comunicação um jornal do dia em que eu nasci. Mas não me lembrava, achava que era uma idéia original que eu tivera. Porém, durante dois anos morei muito perto do museu e nunca fui lá fazer tal pesquisa.

Mas há um tempo atrás pesquisando no arquivo digital do jornal descobri que Sonata foi adaptado para a televisão em 2001 e eu, tão vidrada em tevê, fui afastada dessa correnteza por algum braço morto e infelizmente, não assisti.

Cena de Eu, você e todos nósDurante as férias deu para ir no cinema duas vezes, então para a corrida ao Oscar eu assisti A Rainha e Babel. Eu espero para ver Babel desde a cabine de imprensa de Torres Gêmeas. Me decepcionei um pouco. Nem vou colocar meus argumentos porque o filme está sendo aclamado por todo mundo. E também não é um filme ruim, eu até gostei, mas do Alejandro González-Iñárritu ainda fico com Amores Perros, e também não é pela comparação que me decepcionei.

Assisti muitos filmes neste fim de semana, em casa mesmo. Na sexta, vi Grandes Esperanças, na tevê. No sábado terminei de ver Memórias de uma Gueixa (excelente), que comecei a assistir durante a semana e A Casa do Lago. E hoje assisti Eu, você e todos nós.

Esse último eu tinha mais expectativas, depois deste post da Cris. Realmente o diálogo que ela cita é encantador. Mas, o filme é estranho… como seus personagens ( como ficou essa frase com reticências). Eu gosto de filmes mais cults, lado b ou seja o que for, mas quando há uma sacada. Gostei dessa cena da foto. É mais delicado, mas estranho como Huckabees – A Vida é uma Comédia. Mas talvez essa comparação seja injusta. Pelo menos o menininho do filme é um amor.

Acho que vi filmes demais e me entendie, essa é que é a verdade.

Pela primeira vez me indicaram para responder esses questionários de blog. A Cássia me passou a bola, então vamos lá:

5 coisas que eu quero fazer antes de morrer

• Conhecer Madrid e Paris
Dirigir por uma estrada deserta escutando bem alto Nessun dorma, de Puccini
• Viver ao lado de quem amo
• Aprender e ler mais sobre arte
• Descobrir outras coisas que quero fazer

5 coisas que eu faço bem

• Dormir
• Se sarcástica
• Pipoca
Dirigir mal
• Amar

5 coisas que eu mais digo

•”Eu tenho uma teoria que…”
• “Poutz”
• “Bah”
• “Foda”
• “Que legal”

5 coisas que eu não faço (ou não gosto de fazer)

• Fumar
Dieta (eu só tento)
• Musculação
(não gosto de fazer)
cozinhar
• acordar cedo

5 coisas que me encantam

Dia ensolarado
Gestos simples
• Lugares novos
• Sorrisos
• Criatividade

5 coisas que eu odeio

• Pessoas que sentam ao meu lado no ônibus uma parada antes de eu descer
• Pessoas que levantam muito antes de sua parada e ficam sacolejando no ônibus sem necessidade
• Tic-tac de relógio
• Pressão
• Gatos

Vou passar para: Deti, Robi, Camila, Bina e Coruja

Falando em gato…

Continue lendo »

O Beijo, Auguste RodinFaz tempo que prometi dar continuidade aos capítulos a parte da minha viagem a Buenos Aires, em novembro. Mas queria colocar com fotos e como ainda estou com internet discada vai sair aos poucos, mas sai!

Um dos lugares imperdíveis na capital argentina é o Museu Nacional de Belas Artes, na Recoleta. Na coleção permanente há um grande acervo de artistas famosos, coisa rara de se ver para uma moradora do Rio Grande do Sul como eu que nunca foi a São Paulo…

Como estudante de arte, me empolguei e cheguei tão próximo de algumas obras que mais de uma vez tocou o sinal sonoro “por favor”, pedindo para se afastar.

Deu para ver  Cézanne, Chagall, Coubert, Degas, Delacroix, Gauguin, Léger, Manet, Miró, Monet, Pissarro, Renoir, Diogo Rivera, Rodin, Henri Rousseau, Van Gogh, Kandinsky e Paulo Klee, que fiz reverências quando vi. Apesar de ter me decepcionada um pouco com o péssimo acabamento, mas sei que os artistas abstrados e formais do neoplasticismo se preocupavam mais com a forma e as cores da composição e não com a pintura em si.

Isso só para citar os que mais conheço, tem muito mais e no site dá para ver todas as obras. Mas como sempre diz minha professora, não se compara em ver ao vivo. Algumas até arrisquei a dizer de quem era antes de ler a plaquinha, e acertei!

A foto acima eu tire de O Beijo, de Rodin. Dei uma de turista babaca e posei ao lado da escultura também. Azar! Na época ainda não tinha estudado esse artista, só então depois é que me apaixonei pelas suas esculturas com movimentos e formas sensuais. Além do charme do seus blocos inacabados, sua marca registrada e que dá o tom moderno de sua obra.

O único ponto negativo da visita, é que como é gratuito, tinha muitos turistas e crianças fazendo algazarra lá dentro. Fica difícil ver algumas obras e se concentrar. O catálago do museu é baratinho, 20 pesos, mas não vale muito a pena. A maioria das fotos das obras são pequenas, parece mais um folder.

Veja outros:
Buenos Aires – Capítulos a parte II
Buenos Aires – Capítulos a parte I
Surpresa da viagem

Da série mentiras que nos contam por aí:

Sorria, você está sendo filmado.

Outra mentira
e lembre-se dessa Teoria

Depois que importei o blog do blogspot, descobri que eu tinha muitos rascunhos, post inacabados, posts salvos com um assunto pautado… no total 38. No WordPress eles aparecem sempre que se vai redigir um novo texto, nos lembrando… lá no blogger eles se perdiam na lista dos publicados. Alguns perderam a validade e já deletei dessa lista. Outros escrevi como desabafo e só de colocar as idéias no lugar em forma de palavras, já bastaram e nem precisei publicar. Alguns vou concluir… e ir postado quando não tiver assunto, como ando ultimamente. É o carnaval… nos horários em que não estou trabalhando, tem sido feriado para mim. Fico em casa, sem fazer nada!

No país onde tudo acabou em pizza no ano passado, os problemas que persistem agora acabam em samba. 

Da Zero Hora de sábado: Infraero distribuiu camisinhas e contratou passista para distrair passageiros em dia de filas e 36% dos vôos atrasados

Não agüento mais carnaval. Não é porque estou trabalhando e está todo mundo na praia. Não queria estar na praia, nem pulando com os indicadores para cima em algum clube. Mas também não agüento mais trabalhar com esse assunto.

O carnaval é o ópio dos brasileiros, a prova disso é que nem feriado é e todo mundo falta ao trabalho durante dois dias (menos eu e meus colegas aqui que ficamos ouvido o som das baterias baixinho na tevê).

sex.jpgMinhas noites, depois que chego do trabalho, estão mais tristes agora… Terminei de ver a 1ª e a 2ª temporada do Sex and the City que comprei em DVD no final do ano passado. Tenho que comprar a terceira, mas as duas primeiras, comprei de barbada no Big. Toda vez que eu ia no súper eu ficava namorando a primeira temporada que estava custando só R$ 32,90. A segunda eu nem cogitava, pois custava R$ 59,90. Mas então, perto do Natal, Papai Noel me deu um presente. Os valores tinha baixado para R$ 19,90 e R$ 39,90, respectivamente. Aí não pensei duas vezes, levei e comecei a entender melhor o que eu assistia bagunçadamente no Multishow. O problema agora é que aos sábados nem sempre dá para ver, e na terça de madrugada sempre reprisa alguma coisa que já vi nos DVDs.

Mas ainda tenho o livro, que comecei a ler nas férias, e também comprei pela bagatela de R$ 19,90 no Big. Mas a série é muito melhor. Até porque no livro fico tentando encaixar quem é a Carrie, Charlotte, Samantha e Miranda, mas elas não são as mesmas personagens da tevê…

Aí tenho dado uma olhada sem compromisso na segunda temporada do Lost, que está passando na Globo. Algumas vezes dormi enquanto assistia (dá para acreditar?! mas não faz muito meu estilo)… porém ontem até chorei. Mas não vou me apegar. É uma série muito longa para isso… E já que tenho gasto comprando DVDs do Sex an the City e esperado um ano para ver o 24 Horas na tevê aberta, seria demais acrescentar mais uma série nesta espera.

core.jpg“Era assim – aquela outra vida inesperadamente misturada a minha, olhando a minha opaca vida com os mesmos olhos atentos com que eu a olhava: uma pequena epifania.
 
Por trás do que acontecia, eu redescobria magias sem susto algum. E de repente me sentia protegido, você sabe como: a vida toda, esses pedacinhos desconexos se armavam de outro jeito, fazendo sentido.”
 
* Em um texto publicado na década de 1980, a princípio intitulada Dois ou Três Almoços, Uns Silêncios e, mais tarde, Pequenas Epifanias, o escritor gaúcho Caio Fernando Abreu fez uma reflexão sobre o encontro de duas almas, aquele instante mágico em que seu caminho se cruza com o caminho de um outro que, independentemente da idade, classe social ou gênero, o reconhece como alguém especial, entende seus desejos e temores mais íntimos e lhe oferece uma possibilidade de partilha. A esse tipo de encontro, o autor dá o nome de “pequena epifania”.

Roubei este trecho daqui

Bombinhas e arredores

As férias foram curtas, mas de mudanças.

Fui verificar e o WordPress já tem disponível a importação do novo blogger e agora, todas minhas malas já estão aqui.

Voltei de idade nova e carro novo. Depois de tanto pau e batidas, tive que me desfazer do Uninho que já me dava dores de cabeça. Tô considerando o Fiesta meu primeiro carro de verdade. Digamos que o outro tenha sido o nº 0. Dei um salto de 15 anos e agora já sinto que eu nem era tão má motorista assim. Aquele carro 86 é que era osso duro de roer. Depois dele, dirijo qualquer coisa. Definitivamente não era um carro para mulher, principalmente amadora como eu era. Era. Agora tenho que andar na linha!

Passei alguns dias naquela que agora é uma das minhas praias preferidas de Santa Catarina: Bombinhas. Na verdade fiquei em Quatro Ilhas e preferi essa praia que tinha mais lugar na areia, apesar de ser menor. Também passei uma tarde em outra que eu gosto, Balneário Camboriú.

No dia do meu aniversário passeio por Floripa, com direito a escolher o presente no shopping (que perigo!), jantar numa cantina italiana que me lembrou muito Buenos Aires e flores.

Foram dias esplêndidos de sol e mar calmo. Nossa grande aventura nestes dias dedicados ao ócio, sol, mar, sombra e caipira fresca foi andar de caiaque. Um tombo e uma superação.

As férias foram curtas. Mas inesquecíveis.

E eu tô de vuelta!!!!!

ocio.jpg

ócio é uma palavra tão preguiçosa que deve ser escrita em minúsculo mesmo…

Estou entrando de férias, dez dias para fugir do calor que até tem sido generoso aqui na Capital dos gaúchos.

Não sei se nesses dias irei blogar, portanto, comente os vários posts aí embaixo, leia minhas teorias, aproveite a casa nova.

Quando eu voltar das férias, já estarei mais velha. Mais um verão!

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 24 outros seguidores

Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Principais mensagens

Top Clicks

  • Nenhum

Blog Stats

  • 249.955 hits
fevereiro 2007
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728  
Anúncios