zodiaco-poster03.jpgNunca mais vou ao cinema sem ter lido nada sobre um filme! Sempre leio. Mas essa semana de tanto ficar dentro da redação, não li nenhum jornal. Aí sábado, eu e o námor resolvemos ir ao cinema. Um bom programa para sair de casa no inverno. Como Zodíaco é um suspense, policial e tinha jornalismo no meio, ao ler a sinopse pensei que tinha tudo para ser um bom filme, e acho que foi a principal estréia da semana. Também tem vários atores bons.

Vou contar sobre o filme, então se mesmo com o enfático título deste post você ainda queira perder seu tempo, não leia daqui em diante:

O filme é inspirado uma história verídica de um serial killer que aterrorizou San Francisco e logo no seu início tem um aviso de que foi baseado nos arquivos policiais. Daí que metade do filme parece mesmo uma extensa narrativa de um relatório policial.

A história muda quando um cartunista, e não mais o jornalista, rouba a cena. Aí tem duas, isso mesmo, duas cenas (previsíveis) de suspense. A esta altura, algumas pessoas já haviam levantado e ido embora. Mas ficamos, afinal, queríamos saber quem era o tal Zodíaco. Olhamos no relógio, já se passaram quase três horas e nada… até que o principal suspeito, Arthur Leigh (que você não dá bola, achando que o filme é mais inteligente que isso) meio que se confirma como sendo o assassino. Aí no final vem aquelas explicações que sempre tem em filmes baseados numa história real: diz que o tal de Leigh, que é o Zodíaco, sofre um infarto antes de um encontro para acusá-lo. Mas que depois da morte de Allen, um dos personagens nunca mais recebeu telefonemas anônimos no meio da madrugada. E o caso foi encerrado sem nada de concreto.

Aí, incrédula por ter perdido 3h do meu sábado com esse filme, me pergunto, quem é Allen??? Vou pesquisar na internet e descubro que o tal Arthur Leigh, na verdade tem mais um sobrenome. Informação que em algum momento do filme, espero, tenha sido dada. Mas com aquele bombardeio de coisas, um monte de personagens e o cara sendo tratado o filme todo como Lee (apelido de Leigh), fica meio difícil de saber!

Além do mais, deixaram o fofo do Mark Ruffalo feio e as cenas das mortes são bizarras. Não me sentia assim desde que fui assistir Dogville.

Anúncios