Uma vez escrevi sobre o que seria um domingo perfeito para mim. Mas no dia 16 de maio tive um domingo tão gostoso que me fez relembrar o que escrevi e ver que eu podia ter um outro tipo de domingo perfeito, e dessa vez não idealizado, mas sim realizado!

Ele começa igualzinho ao outro, a diferença é que é um café da manhã francês com baguetes e várias misturas deliciosas além de croissants, brioches…

Depois fui para uma feira em Gardanne onde compramos comidas frescas para  almoço e doces como macarons. O almoço foi num sítio de plantação de uvas. Em frente da casa (foto abaixo), com uma toalha xadrez verde na mesa coberta de delícias para o apéro como baguetes, pastas de oliva, azeitonas, legumes frescos, pastis, vinhos e mais vinhos… e a vista, para nada mais nada menos que a Montagne Sainte-Victoire, imortalizada em diversas obras de Paul Cézanne.

Depois do almoço e dessert (claro, porque isso não pode faltar), uma caminhada pelo campo até ficar de frente para a montanha. Subi num morro menor a frente, ventava muito, mas deu para fazer uma bela panorâmica da principal inspiração de Cézanne.

O dia foi tão bom, que nem lembro o que fiz depois. No retorno do sítio deixamos uma amiga na estação para retornar para Paris, depois não lembro mais. Mas uma coisa eu lembro, de ter passado o dia curtindo cada momento e pensando: agora estou vivendo um domingo perfeito.

fafffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffff

ffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffff fajfajfçajfçaçfaçlfçalfçaç

gaglkajgkajkjgklajgajlgjakjg