Não há sentido nas palavras se não existe coerência nos atos.

Fiz essa teoria enquanto assistia o filme Nome Próprio, bem no comecinho.