Já reparou que em novelas os personagens sempre conseguem estacionar bem na frente do local a qual se dirigem? Pois ontem aconteceu comigo.

Saí de casa para ir a uma formatura e a Avenida Padre Cacique estava parada. Consegui rapidamente entrar entre os primeiros que aguardavam para seguir pela Beira-Rio e desviar do engarrafamento.  Sorte!

Cheguei na Ufrgs depois das 20h, a formatura começou às 18h. Fui determinada a estacionar dentro da Universidade, por segurança e porque sempre que passo ali em dias de formatura os flanelinhas chegam a bater nos carros para atacar. Bom, ontem não tinha filas de carro estacionado na rua de trás, onde a gente faz a curva e até tinha algumas vagas perto do viaduto. Mas chovia e achei perigoso eu sair caminhando e ter que dar a volta a pé para entrar.  Só tinha um problema: eu não sabia por onde entrar no estacionamento da reitoria.

Resolvi perguntar para um flanela ali em frente e ele de olho nos meus trocados disse que eu teria que fazer a volta na Mauá e que ali eu estava bem em frente ao portão de entrada. Me convenci e ele me “manobrou”.  Sorte!

Desci do carro e disse obrigado e saí sob protestos. Afinal ele queria o pagamento adiantado e eu disse que só depois. Na saída, é claro, o flanela não estava por ali e não paguei nada. E ainda por cima, o táxi que estava em filha dupla abriu caminho para mim sair. Sorte! 

Depois segui para o local da recepção, enquanto eu procurava o restaurante ia deixando para trás várias vagas disponíveis, mas quando cheguei ao nº70 da Florêncio Ygartua tinha uma vaga bem em frente. Sorte!

Cheguei em casa depois das 3h. O estacionamento é rotativo e normalmente depois das 22h é difícil conseguir uma vaga. Em dia frio e chuvoso então… o pessoal fica em casa. Mas tinha uma vaguinha me esperando! Mais sorte.