Pois tive que alterar esse post sem dar maiores explicações por aqui. Pois bem, esse blog sofreu uma ameaça de processo, tudo porque coloquei uma recalamação sobre uma clínica em que fiz um tratamento que não teve o resultado que eu esperava, simplesmente porque não teve resultado nenhum.

Foi assim, coloquei no post que fiz um tratamento de pele como forma de receber o dinheiro de volta por um serviço mal prestado na clínica tal. Me ligou a médica responsável pela clínica dizendo que se eu não modificasse entraria com um processo judicial. Tirei o nome do estabelecimento porque eles já me levaram dinheiro sem que funcionasse o tratatamento, não ia correr o risco de que me levassem mais.

Porém, vejam como as coisas funcionam na tal clínica (quem quiser pode me perguntar o nome em particular ou deixar um comentário que eu respondo de volta, afinal, não podem me privar de falar mal deles em particular e nada pior que uma mau propaganda boca a boca):

Escolhi um tratamento por minha conta, pois consultar com a médica responsável tinha um custo, cerca de R$ 100, se não me engano, não abatido do tratamento. Achei um absurdo, afinal cobrar uma consulta para me indicar um tratamento estético em sua própria clínica! Comecei o tal procedimento e não vendo resultado nas primeiras sessões, pedi que me tirassem as medidas, o que todas as vezes me enrolavam e não faziam. Sempre tinha uma desculpa, até trocaram a pessoa que me atendia. Hoje sei  que pode parecer ingênuo acreditar nesses tratamentos estéticos, mas já tinha feito um, com aparelhagem menos moderna e funcionou. Enfim, não tendo notado nenhuma dferença, na sexta sessão resolvi ver o que poderia ser feito. Eu queria o meu dinheiro de volta pelas sessões que ainda não tinha feito. Justo, não? Eu não estava pedindo por aquelas que fiz e não funcionou, mas pelo serviço que ainda não tinha sido prestado.

Como eu já esperava, não devolveriam o dinheiro e eu tinha assinado um contrato com tal cláusula. Nem com minhas reclamações a médica responsável pela clínica quis me ouvir ou me atender para ver o que tinha acontecido.

Me disseram que eu tinha feito o tratamento por conta própria, sem consultar a médica, então… ficou subtentido que o azar era meu. Perguntei se eles não tinha responsabilidade pelos tratamentos que ofereciam, aí ficaram quietos e me deixaram sem resposta.

Tempos depois me ligaram dizendo para mim aparecer por lá que a médica queria falar comigo. Pensei que tinha resolvido ver o que aconteceu que me deixou insatisfeita. Nada disso, ela me ligou para me avisar que entraria na justiça por causa da reclamação que registrei aqui no blog! Além de ter a falta de ética de jamais ter me ouvido como cliente ou paciente – essa médica nunca pôs os olhos em cima de mim – ainda me vem com uma censura dessas! Total tolimento da liberdade de expressão! Será que ela nunca ouviu falar que o cliente tem sempre razão? Não seria mais correto ter conversado na boa comigo? Pelo jeito porque realmente o negócio não funciona… 

 Olha, meu pai tem comércio e uma conversa já resgatou muitos clientes insatisfeitos. Pelo jeito ela não está preocupada, pois foi bem clara ao me dizer que tinha “dinheiro para mover a ação contra mim”.

Que absurdo! Precisava fazer esse desabafo porque nunca vi tamanha falta de respeito com um consumidor. Qualquer estabalecimento com o mínimo de bom senso faria alguma coisa para, se não resgatar o cliente, ao menos evitar que ele saísse falando mal por aí.