Pela primeira vez pude sentir o horário de verão hoje. Saí ainda dia do trabalho, com sol alto, tranqüila… indo para casa. Estou chegando na Ipiranga com a Getúlio e vejo que tem uma movimentação próximo ao Dilúvio… e meu ônibus está passando. Bom, eu já estava curiosa mesmo… então fui ver o que se passava. Olhei para as águas e nada de anormal. Perguntei para o povo o que era me disseram que uma crinça tinha caído nas águas, depois me disseram que era um chapado.

Bom, resolvi conferir a informação oficial, até porque eu já estava espalhando a notícia que nem sabia se era verdadeira para outras pessoas. Perguntei ao bombeiro e ele me disse que parecia que “um chapado que achou que era peixe resolveu nadar”.
Olhei em volta e já tinha até vendedor de casquinha batendo tac, tac na madeira. Algumas pessoas que pareciam que esperavam por um parente… já estava confortavelemente apoiadas na ponte e pareciam que só arredariam o pé dali quando vissem o corpo sendo içado da água.

Saquei o celular da bolsa, liguei para a redação e avisei do fato… E fui me embora. Minha tarefa estava cumprida.

Anúncios