Sempre achei que quem sabe mais, sofre mais. Acabo de ler Apologia de Sócrates , texto de Platão que contém o discurso de defesa que Sócrates fez ao tribunal que o condenou. E o filósofo foi punido com a morte justamente por dizer que sabia que nada sabia!

Eu também sei que não sei de muitas coisas. Mas o pouco que sei já me fez sofrer. Primeiro pelos percalços da vida que me fizeram amadurecer antes do tempo, e com isto me sentir uma incompreendida em diversas fases da vida, principalmente na adolescência. E como defendia Freud, a gente cresce com o sofrimento.

Agora, nesta altura da vida, me pergunto porque diabos eu tenho que ler Platão? Porque eu não perco o meu tempo de leitura no orkut, mandando recados idiotas nos scraps dos amigos? Não que eu não perca algum tempo nisso. Mas é infinitamente pequeno. Porque eu fico gastando meu tempo aqui escrevendo, e simplesmente não transformo meu blog num fotolog? Assim eu não preciso pensar, assim eu acabo não sabendo, assim eu não perco as pessoas. Porque sei que algumas se afastam por não suportar algumas coisas que eu conheço. E falo isso sem pretensão nenhuma. Não tem nada a ver com querer se aparecer ou ser presunçosa. Não é nada disso. Mas quem sabe mais acaba fazendo as pessoas se defrontarem com coisas das quais elas não querem saber, estão fugindo ou ainda não se deram conta. E então, preferem viver num mundo de ilusões, se enganando e convivendo com pessoas fúteis, que nunca vão fazê-las encarar certas coisas.

A gente paga mais por saber algumas coisas, inclusive por me dar conta disso eu sofro, porque valorizo cada pessoa como um único ser especial, que não existe outro igual. Mas também ter conhecimento disso me torna mais forte. E eu quero crer que um dia isso ainda pode me ajudar, se é que já não me ajuda e eu nem sei o quanto.

Anúncios